Roberta Dabdab
pesquisadora, artista visual e fotógrafa. Iniciou sua carreira nos anos 90 trabalhando para os jornais Notícias Populares, O Estado de São Paulo e Folha de São Paulo e junto ao mercado editorial e publicitário. Atualmente fotografa para clientes e marcas, desenvolvendo projetos autorais e ministrando aulas para jovens e educadores.
​​
Mestre pela Comunicação e Semiótica da PUC/SP,  suas pesquisas acadêmicas se direcionam para a profusão imagética e a necessidade de um olhar abstraído para dar conta do excesso e da propria imagem, que se caracteriza por ser midiática, expandida para as outras expressões artísticas e ubíqua. Sua investigação estética explora a intersecção entre a fotografia e a imagem digital, confrontando relações que envolvem a representação fotográfica. Busca frequentemente em seus trabalhos uma visualidade que ative a consciência através das tensões criadas pelo uso do computador e das técnicas fotográficas tradicionais, buscando caminhos para o visível e o invisível. 

Entre as exposições que participou destaca: A Língua das Coisas – individual na Pinacoteca do Estado de São Paulo (2006);  Geração 00 – A Nova Fotografia Brasileira no Sesc Belenzinho (2011) ; Memórias da Imagem na Casa das 11 Janelas em Belém- PA (2012) ; Antilogias do Fotográfico na Pinacoteca do Estado de São Paulo (2017). Foi selecionada para o edital Ocupação Artística do SESI em 2015 e para o Festival de Tiradentes em 2017. Tem trabalhos publicados no livro Geração 00 – A nova fotografia brasileira, editora Senac em 2013.

Tem ganho destaque seu projeto pedagógico OJA - O Jovem Aparelhado, baseado no letramento imagético e midiático, para jovens entre 11 a 18 anos, nas escolas particulares, públicas e instituições.